O PLACAR: 3 X 2

A saída foi de madrugada e com tempo ruim. A subida até Campos Novos foi debaixo de muita chuva. Apesar de ser dezembro, no alto da serra catarinense fazia bastante frio e era preciso andar com muita cautela no asfalto molhado. Até a divisa dos dois estados tudo correu bem. Nesse ponto, os acontecimentos que se sucederam mudariam conceitos e influenciariam todas as nossas ações em futuras aventuras.

O Marcão teve um acidente na saída da ponte, já em território gaúcho, que destruiu parcialmente a moto e obrigou a deixá-la sob a guarda de um morador próximo.

Ele não teve fraturas e também, graças a proteção divina, nenhuma lesão grave.

Num lugar inóspito, longe de hospital e com poucas alternativas de socorro na rodovia, foi preciso levá-lo na carona por quase 400 km de muito esforço para os dois remanescentes e de dor para ele. Não se pode mesmo avaliar os limites de cada um até se estar em situação de risco! Mas fomos abençoados e tudo ficou bem. Pudemos continuar e aproveitar as férias, agora com 3 viajantes e 2 motos.