4 de Fevereiro - Rota das Missões

Foi um dia perfeito para passear de moto, com céu azul, sol forte e estrada em boas condições.
Paramos em Panambi para almoço na casa da Gisela, mãe do Marcão. No cardápio galinhada no fogão à lenha e em panela de ferro. E de quebra, se levou na bagagem um punhado de Butiá para sobremesa.
No meio da tarde chegamos a São Miguel das Missões para visitar as ruínas da mais próspera das reduções Jesuíticas. Um passeio pelas construções, pelo museu, pelo artesanato e o retorno à noite para assistir ao Espetáculo Som e Luz. Esta apresentação é  um evento muito bonito, feito sob um céu estrelado, na escuridão total. Em noite de temperatura agradável, contagia os visitantes contando uma história real de amor a terra e às origens.

Em tempo: As peculiaridades regionais são sempre um tempero especial nas viagens. Depois de passar cinco vezes pela placa indicativa de Refúgio, o Weber descobriu que não se tratava de uma cidade com vários acessos e sim do nome comum pelo qual se conhece no RS aquela área de escape à beira da estrada.  E em São Miguel o grupo encontrou o “Bar do Marcão”, com Internet e cerveja Brahma de litro.