20/12 - S. Martinho  –  Concepción

Acordamos muito cedo e descemos a serra para Santa Maria. De lá, para Livramento/Rivera, onde passamos por mais um momento burocrático junto à Receita Federal brasileira e a Aduana Uruguaia.

O movimento na estrada era fraco e o trajeto rendeu. A parte mais difícil foi entre Taquarembó  e  Paysandu, onde o asfalto está ruim, coisa não tão comum no Uruguai.
E a aduana em Paysandu nos custou mais uma hora de espera. Na fila para passagem da fronteira fomos abordados por um viajante de motor- home e sua família, que ficaram atraídos pela pintura do carro e vieram conversar. Um abraço ao casal Arno e Luiza que se dirigem à Valparaíso no Chile.  Aliás, a gravura do carro só tem nos proporcionando boas coisas. Ainda em Rivera conhecemos 4 motociclistas em viagem por um roteiro semelhante ao nosso, que vieram conversar  conosco e coincidentemente são Joinvillenses, nossos vizinhos de bairro. Vejam eles em fotos conoscos. Ficamos de nos rever no Ushuaia. Essas coisas são os ingredientes que tornam a prática de viajar muito especial.

Próximo a cidade de Concepcion, visitamos o Palácio San José, construção que data de 1848 muito bem conservada e hoje museu mantido pelo governo Argentino. Com visitação diária, tem ambientes compostos por móveis e utensílios usados por seu dono, General Justo José de Urquiza, importante governante local. Vale a pena conhecer esta belíssima construção e sua história (www.palaciosanjose.com.ar).

Amanhã  chegaremos a Mar Del Plata, a apartir de onde as grandes descobertas vão estar.