17,18/01 - Puerto Madryn – Bahia Blanca – Zárate

Neste trecho ainda estamos em terras Argentinas. É uma distância de mais de 1700 Km que temos que vencer para chegar à fronteira com o Uruguai.

Nossos momentos de turismo na Argentina agora se resumem a estas duas paradas noturnas: Bahia Blanca e Zárate. As duas cidades são de bom porte.

Em Bahia Blanca encontramos alguns comércios abertos no domingo à tarde e muita gente na rua. Chamou bastante a atenção a quantidade de idosos em uma “peatonal”, o calçadão deles, cheio de bancos enfileirados, onde os idosos se encontram para conversar, paqueram, jogam, tomam sorvetes. Todos muito arrumados, como quem se prepara para este momento especial da semana. Uma cena  que surpreende.

Em Zárate, pouco a frente de Buenos Aires, já as portas de entrar na ruta 14 e chegar a fronteira Uruguaia, encontramos uma cidade diferente, muito antiga, de casas de paredes grudadas e intenso movimento. Aqui, em razão de obras na rodovia que nos trouxe do interior, houve certa confusão para entrarmos e fomos prontamente ajudados por um motorista que passava. Não sabemos se foi pelo carro que chama muito a atenção ou simplesmente pelo espírito dos habitantes do lugar, mas um motorista que vinha logo atrás (Roberto, a quem agradecemos), nos sinalizou para parar, perguntou onde queríamos ir e nos levou até o centro, indicando hotel, estacionamento, restaurante, banco, tudo espontaneamente. Atitude que, pelas diversas experiências,  podemos dizer que são inerentes à este povo.

O percurso foi tranqüilo e amanhã vamos entrar no Uruguai, pretendendo almoçar já em nossa cidade destino, Mercedes.